Sex, 24/Nov/2017 | Faça o Login
Foco na Educação com Clóvis Roberto
Postado em: 01/06/2014 às 13h27
Selecionar Colunista:
Buscar
DEZ NOVAS COMPETÊNCIAS PARA ENSINAR

                 

1  -   Competências  mas específicas /Sugestões  e  indicações ,  os conteúdos ensinados  e  a sua tradução em objetivos de aprendizagem.                                                                                                               °  Relacionar os conteúdos com os objetivos e as situações de aprendizagem.         

 ° Dominar os conteúdos com suficiente fluência para construí-los em situações abertas ou em tarefas complexas.                                                                                                                       

  ° Os saberes e o saber-fazer são construídos em situações múltiplas e complexas, cada uma delas dizendo respeito a vários, as objetivos, disciplinas.                                                                                     

 ° Explorar acontecimentos e interesses dos alunos para favorecer a apropriação ativa e a transferência dos saberes.                                                                                                  

   ° O professor deve saber identificar, noções-núcleo ou  competências chave  para organizar as aprendizagens, orientar o trabalho em aula e estabelecer prioridades.            

  1 . 2 Trabalhar a partir das representações dos  alunos.                                                                                                                                                                       ° --Uma boa pedagogia não ignora o que os alunos pensam e sabem.                                     - É errado trabalhar a partir das representações dos alunos para,  a seguir, desvalorizá-las.                                                                                                                      Resta -trabalhar a partir das concepções dos conhecimentos científicos a serem ensinados.                                                                                                                                                                                                                                             1 1. 3 Trabalhar a partir dos erros e dos obstáculos á aprendizagem.                                 ° Aprender não é primeiramente memorizar, retocar informação, mas reestruturar o seu sistema de compreensão do mundo.                                                                                                                     A - didática das disciplinas se interessa cada vez mais pelos erros e tenta compreendê-los, antes de combatê-los.                                                                                                                 

  -  Astolfi propõe que se considere o erro como uma ferramenta para ensinar, um revelador dos mecanismos de pensamento do aluno.                                                                                 

   1 . 4 Construir e planejar

dispositivos e sequências didáticas.                                                                         

  ° Uma situação de aprendizagem se insere num dispositivo e numa sequência didática na qual cada tarefa é uma etapa em progressão.                                                                       

-  O dispositivo depende dos conteúdos, do nível dos alunos, das opções do professor.         

 -  A competência consiste na busca de um amplo repertório  de dispositivos e de sequências de aprendizagem e na identificação do que eles/as mobilizam e ensinam.      

   1 . 5 Envolver os alunos em atividades de pesquisa, em projetos de conhecimento.      

  ° O mais importante permanece implícito porque uma sequência didática só se desenvolve se os alunos a aceitarem e tiverem realmente vontade de saber.                   ° A dinâmica de uma pesquisa é sempre simultaneamente intelectual, emocional e relacional. Daí o delicado equilíbrio entre a estruturação didática e a dinâmica da turma.                                                                                                                                                             ° A competência passa pela arte de comunicar, seduzir, encorajar, mobilizar, envolvendo-se com pessoa.                                                                                                                                                                                               2 2 – Administrar a progressão das aprendizagens.                                                         2 . 1 Conceber e administrar situações problema ajustadas ao nível e ás possibilidades dos alunos.       

  ‘ Características de uma situação-problema: ‘’                                                                                            

°Construir um obstáculo para a turma.                                                                                                                                         ° Estudo de uma situação concreta, hipóteses.                                                                                                         ° Um verdadeiro enigma para ser resolvido.                                                                             °Necessidade de usar instrumentos com vistas á resolução.                                                                                                                            ° Oferecer resistência suficiente.                                                                                                                                                                  ° Situa-se na zona de desenvolvimento proximal (Vygotsky)                                   ° A antecipação dos resultados precede a busca.                                                                                                                      ° Debate cientifico dentro da classe.                                                                                   °Avalidação da solução é feita conjuntamente (não pelo professor.)             

° Reexame coletivo do caminho percorrido rumo á consolidação dos procedimentos para projetos futuros.                                                                                                                                                

    2 . 2 Adquirir uma visão longitudinal dos objetivos do ensino.                                                                                                 ° A manifestação e a urbanização generalizaram  as classes de um único nível com prejuízo da visão longitudinal dos objetivos programáticos.                                                                

   

 Felizmente, nem todas as escolas funcionam assim, facilitando a construção de estratégias de ensino-aprendizagem em longo prazo.                                                                        

  ° Não se pode pretender que os alunos alcancem, num ano, a capacidade de ler, escrever, refletir, argumentar, expressar-se pelo desenho ou pela música,  cooperar, realizar projetos.                                                                                                    ° Para colmatar essa insuficiência , é fundamental o trabalho em equipe entre os colegas que ensinam em vários níveis.                                                                                                                       verdadeiro desafio é o domínio da totalidade da formação de um ciclo de aprendizagem e, se possível, de todo o ensino básico.                                                                                              

   2.  3 Estabelecer laços com as teorias subjacentes ás atividades de aprendizagem.  

 atividades de aprendizagem são escolhidas em função de uma teoria cientifica ou ingênua,  pessoal ou partilha  ° Saber escolher e modularas atividades de aprendizagem é uma competência essencial, que supõe um bom conhecimento dos mecanismos gerais do desenvolvimento e da aprendizagem, não isoladamente, mas em cooperação com os colegas.                                                                                                                                                                        2 . 4 Observar e avaliar os alunos em situações de aprendizagem, de acordo com uma abordagem formativa.                                                                                                                              

 ° Nada substitui a observação dos alunos no trabalho quando se quer conhecer as suas competências.                                                                                                                                                 

   ° A primeira intenção é formativa e deve contribuir para levar o aluno a aprender melhor e a ter uma melhor percepção do seu trabalho.                                                                     

   ° O professor deve estimular a auto-avaliação, a avaliação mútua, a metacognição, ter uma percepção da classe para (re) orientar o ensino.                                                                                 

  2 . 5 Fazer balanços periódicos de competências e tomar decisões de progressão.     

  ° Convicção preliminar de que cada aluno é capaz de alcançar os objetivos mínimos.   

  ° Operacionalização de várias formas de trabalho e de regulação do percurso individual de cada aluno.                                                                                                                                    

   ° Saber constantemente onde se encontra cada aluno e regular o seu percurso de acordo com isso.                                                                                                                                            

  3 – Conceber e fazer evoluir os dispositivos de diferenciação                                                    

  3 . 1 Administrar a heterogeneidade no âmbito de uma turma                                                                     

   ° Mesmo as turmas organizadas em torno de alunos da mesma idade não são verdadeiramente homogêneas devido ás disparidades nos seus diferentes níveis de desenvolvimento.                                                                                                                                             ° Quando o professor assume a heterogeneidade, a primeira tentação é a formação de  grupos homogêneos. Mas esta é uma solução a que só se deve recorrer pontualmente, devendo ser prioridade recair no trabalho com grupos heterogêneos.     

  ° O importante, numa pedagogia diferenciada, é criar dispositivos múltiplos, não baseando tudo na intervenção do professor.                                                                                                                          

  ° Para isso, pode optar por:                                                                                                                                            Utilizar planos semanais.                                                                                                                                        Propor tarefas autocorretivas.                                                                                                                   Utilizar softwere interativo, organizar o espaço de aula em oficinas, entre as quais os alunos circulam.                                                                                                                               

    3 . 2 Abrir, ampliar a gestão de aula para um espaço mais vasto                                                               

    °   Utilizando apenas as quatros paredes da sala de aula, poucos professores poderão fazer milagres. Não é possível encontrar aqui e ali um novo freinet e inventar sozinho uma pedagogia  diferenciada, ativa cooperativa e adequada  aos seus alunos.                                                     

   ° Parece  mais sensato convidar os professores a juntarem as suas forças, em nível local, para conceber a diferenciação a várias escalas (turmas/anos), a organizar a aprendizagem em ciclos de atividade e a conceber espaços de formação(tempo, recursos, forças, imaginação) que reagrupem a aprendizagem dos alunos.                                                         

  ° As equipes pedagógicas que se lançam nesse desafio começam  por gastar o seu tempo  com problemas de organização e a aprender a negociação e a cooperação, reencontrando  pontos de referência e fazendo recair as suas decisões na definição de estratégias de ensino-aprendizagem que vão ao encontro dos problemas dos alunos.                                                                                                                                                                   

  3 . 3 Fornecer apoio integrado, trabalhar com alunos portadores de grandes dificuldades                                                                                                                                                                                                                                                                    ° O desempenho dos professores de apoio experientes traduz-se em:                                            

 - Saber observar a criança na situação.                                                                                                                               – Dominar o procedimento clínico (observar, agir, corrigir)                                                                                                            - Saber construir situações didáticas a partir do aluno.                                             

 – Saber negociar / explicar um contrato pedagógico.                                                                                            

– Praticar uma abordagem sistêmica (comunicação, conflito, paradoxo, rejeição, não se sentir ameaçado á menor disfunção)                                                                                                           

  - Estar consciente dos riscos que se corre e faz correr numa situação de atendimento

– Ter domínio dos aspectos afetivos e relacionais.                                                                                    

    – Saber levar em conta a diferença e o ritmo do aluno.                                                               

   – Ter boas bases de psicologia social e  refletir sobre a ação.                                                                            

   3. 4 Desenvolver a cooperação e certas formas simples de ensino mútuo                        

    ° Os alunos podem formar-se mutuamente sem que um deles assuma o papel  de professor,basta envolvê-los numa tarefa cooperativa.                                                                               

    ° Não se aprende sozinho. O verdadeiro desafio é inventar tarefas que imponham uma verdadeira cooperação.                                                                                                              

      ° Toda a pedagogia diferenciada exige a cooperação ativa dos alunos – implantar instituições internas, aprender a democracia e a regular o trabalho coletivo.                                                                                   

  4 – Envolver os alunos em suas aprendizagens e em seu trabalho                                                     

   4 . 1 Suscitar o desejo de aprender, explicitar a relação com o saber, o sentido do trabalho escolar e desenvolver na criança a capacidade de auto-avaliação                                                                                                       ° Na realidade, o desejo de saber e a decisão de aprender pareceram, por muito tempo, fatores fora do alcance da ação pedagógica: se estivessem presentes, parecia possível ensinar: se não o estivessem, nenhuma aprendizagem pareceria possível.     

  ° Aprender exige tempo, esforços, emoções dolorosas, angústia do fracasso, medo do julgamento de terceiros.                                                                                                               

    ° O professor deve saber aplicar estratégias que intensifiquem o desejo de aprender                                                 ° Antes do ingresso na cultura escrita, muitas crianças oriundas de meios favorecidos já apresentam essa vontade. Este trabalho terá de ser realizado pelo professor com as outras (como poderia a criança desejar o domínio de uma coisa que mal imagina que existe?) menos favore

 

Ainda Não Há comentários, seja o Primeiro

Quem é você?

Seu Nome:
Email: Telefone:
Deixe aqui seu Comentário
Mais Postagens de Clóvis Roberto
Postado em 18 de julho de 2015
UM DESAFIO PELA CONQUISTA DA CIDADANIA
Postado em 04 de julho de 2015
PARTIDO VERDE JABOATÃO PROTAGONIZA NO DIÁLOGO BRASIL REFLEXÕES SOBRE A CRISE E OS CAMINHOS DEMOCRATICOS
Postado em 26 de junho de 2015
É HORA DA VALORIZAÇÃO, VAMOS COM A FEDERALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA
Postado em 26 de junho de 2015
FBC APRESENTA PEC 80 QUE CRIA CARREIRA NACIONAL DO MAGISTÉRIO PÚBLICO
Postado em 28 de maio de 2015
PV JABOATÃO SUPERA EXPECTATIVAS E REÚNE MAIS DE 400 PESSOAS NO SEMINÁRIO DE FORMAÇÃO POLÍTICA
Postado em 22 de maio de 2015
UMA PROPOSTA DIFERENTE PARA JABOATÃO
Postado em 17 de maio de 2015
DIREITOS E DEVERES DOS PROFESSORES QUESTÃO DE EXERCICIO DA CIDADANIA
Postado em 10 de maio de 2015
IFPE UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE POLO JABOATÃO
Postado em 09 de maio de 2015
Professor Cloves
Postado em 09 de agosto de 2014
AS MELHORES PRÁTICAS E TENDÊNCIAS DA EDUCAÇÃO INOVADORA
Postado em 08 de agosto de 2014
DIREITOS E DEVERES DOS PROFESSORES
Postado em 28 de julho de 2014
PERFIL DO EDUCADOR ATUAL
Postado em 25 de julho de 2014
ESTRATÉGIAS, CRITÉRIOS E PLANEJAMENTO DE AVALIAÇÃO
Postado em 20 de junho de 2014
PDT FICA COM ARMANDO
Postado em 08 de junho de 2014
POSSE NA ACADEMIA DE LETRAS DO JABOATÃO DOS GUARARAPES
Postado em 01 de junho de 2014
DEZ NOVAS COMPETÊNCIAS PARA ENSINAR
Postado em 26 de maio de 2014
AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM X VERIFICAÇÃO DA APRENDIZAGEM AVALIAR O CONHECIMENTO É PRECISO
Postado em 24 de maio de 2014
PARALELO ENTRE FUNÇÕES DO PROFESSOR E DO TUTOR PROFº CLÓVIS ROBERTO / EAD - EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
Postado em 21 de maio de 2014
O ENSINO SUPERIOR E O MERCADO DE TRABALHO Estudar ainda é a melhor opção
Postado em 18 de maio de 2014
OS DEZ MANDAMENTOS E HORÁRIOS DE ESTUDOS
Postado em 14 de maio de 2014
FALAR EM PÚBLICO NÃO É TÃO DIFICIL ASSIM LIDERANÇA NÃO SE IMPÕE, SE CONQUISTA ATRAVÉS DA COMINICAÇÃO
Postado em 10 de maio de 2014
A REAIDADE VIRTUAL NO DESENVOLVIMENTO DE FERRAMENTAS EDUCACIONAIS
Postado em 03 de maio de 2014
PROPOSTA DE FEDERALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA ' AVANÇOS E CONQUISTAS '
Postado em 03 de maio de 2014
DIA NACIONAL DA MATEMÁTICA
Postado em 26 de abril de 2014
O CAOS NA EDUCAÇÃO, COMO ENSINAR E APRENDER?
Postado em 21 de abril de 2014
Ensinar: Com as conquistas e avanços tecnológicos O quê? Como?

Os Colunistas do Jaboatão em Foco, são formados por autores convidados das mais diversas áreas de conhecimento.
Todas as publicações são de inteira responsabilidade de seus autores.

Você é a favor da menoridade penal

Sim (0%)
Não (0%)

Sites e Sistemas On-line
Tel: (81) 8877-5330
Festas e Eventos
Tel: (81) 33619718
Blogs

Maria Elena Santin

2014-10-09 11:34:53

Roberto Souza

2014-06-07 16:07:27

Waldir Benevides

2014-04-22 20:22:47
.: Envie Sua Matéria! :.
Publicidade
No Recife, C.E.S.A.R. abre inscrições para program
O Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife
Senai oferece 15 oportunidade de empregos
Os interessados podem se inscrever até sexta-feira
MPB FM

escutar ao vivo
98 FM DE NOVA SERRANA

escutar ao vivo
RADIO GERAIS FM

escutar ao vivo

©2017 - Jaboatão em Foco - todos os direitos reservados!

Pesquisar