Ter, 21/Nov/2017 | Faça o Login
Meio Ambiente
Postado em: 15/06/2015 às 10h40 Fonte: NE 10
Morre a peixe-boi fêmea Xica em Itamaracá

Aos 52 anos, a mais antiga peixe-boi vivendo em cativeiro no Brasil, Xica, morreu neste domingo (14), no Centro de Mamíferos Aquáticos de Itamaracá, na Região Metropolitana do Recife. Deve ser realizada uma necropsia nesta segunda-feira (15) para definir a causa da morte do animal.

Xica viveu confinada por 22 anos - de 1970 a 1992 - num tanque na Praça do Derby, no Recife. O animal morava num espaço pequeno demais para suas dimensões e, por conta de só se mover em círculo, ficou com uma má formação na lombar até o fim de sua vida. Para agravar sua situação, quando a maré subia, a água do canal da Avenida Agamenon Magalhães, cheia de esgoto, se infiltrava no tanque. 

A peixe-boi também tinha uma ferida nas costas que fez em sua estada no tanque, decorrente de arranhar as costas na areia que se acumulava ao fundo; devido ao pouco espaço, suas costas ficavam sempre expostas ao sol, fazendo com que a ferida nunca cicatrizasse. 

Por dez anos, a Associação Pernambucana de Defesa da Natureza (Aspan) tentou levar Xica para um cativeiro natural, numa praia da Paraíba. Sua situação só mudou de fato em 1990, com a inauguração de uma base do Projeto Peixe-Boi (que era relacionado ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiete - Ibama) em Itamaracá, quando a entidade iniciou campanha para transferir Xica para a ilha.

A Aspan recorreu ao Ministério Público, que obrigou o Ibama a fazer a transferência do animal para as devidas condições. Aos 29 anos de idade, Xica foi levada ao centro do Projeto Peixe-Boi, onde permanceceu por 23 anos. Ela foi o primeiro peixe-boi marinho em cativeiro a se reproduzir; teve 3 filhos, mas nenhum sobreviveu. 

Segundo Maria Adélia Oliveira, bióloga ligada à Aspan que buscou a transferência de Xica para o Centro de Mamíferos Aquáticos, existe uma estimativa que os peixes-boi vivam de 60 a 70 anos em cativeiro; a informação é baseada no tempo de vida do animal da espécie inunguis, o peixe-boi da Bacia Amazônica. Ela afirma também que há uma estimativa de 500 peixes-boi marinhos (espécie de Xica) na faixa litorânea do Nordeste ao Norte do País. 

"Ela teve uma vida considerada como um exemplo. Passou 32 anos naquela situação... Como ela conseguiu sobreviver é um milagre, e a gente fica muito feliz por ter conseguido dar a ela uma vida um pouco mais digna e de mostrar para a população como se deve cuidar de um animal silvestre", diz Adélia.


Ainda Não Há comentários, seja o Primeiro

Quem é você?

Seu Nome:
Email: Telefone:
Deixe aqui seu Comentário

Você é a favor da menoridade penal

Sim (0%)
Não (0%)

Festas e Eventos
Tel: (81) 33619718
Sites e Sistemas On-line
Tel: (81) 8877-5330
Blogs

Maria Elena Santin

2014-10-09 11:34:53

Roberto Souza

2014-06-07 16:07:27

Waldir Benevides

2014-04-22 20:22:47
.: Envie Sua Matéria! :.
Publicidade
Sesc Pernambuco abre processo de seleção simplific
Estão abertas, até o dia 19 de setembro, as inscri
Precisa-se de Balconista
Precisa-se de balconista para loja de roupas com e
MPB FM

escutar ao vivo
98 FM DE NOVA SERRANA

escutar ao vivo
RADIO GERAIS FM

escutar ao vivo

©2017 - Jaboatão em Foco - todos os direitos reservados!

Pesquisar